CNA 2019: «A via fiscal não é uma via de mudança de comportamentos» 0 290

Pedro Pimentel apresentou no XVIII Congresso de Nutrição e Alimentação a visão da indústria, e das marcas, sobre o valor da Nutrição. O diretor geral da Centromarca começou por recordar que o objetivo das empresas é gerar lucro e que «a inovação tem custos e riscos».

O orador não concorda com a forma como hoje se “rotulam” os alimentos entre “bons” e “maus”, defendendo que «não há produtos maus, por si só», estes têm de ser integrados num regime alimentar. Pedro Pimentel foi mais longe, afirmando que «tornou-se moda dizer que os alimentos processados são maus» e questionou: «o que seria de nós, enquanto sociedade, se não houvesse processamento».

O economista referiu ainda que «a via fiscal não é uma vida de mudança de comportamentos», mas uma forma do Estado arrecadar mais receita, referindo-se concretamente ao imposto sobre as bebidas açucaradas.

Para fechar, afirmou que «enquanto indústria e marcas, defendemos que as pessoas têm de ter escolha», mas têm de saber escolher, ser educados e informados para poder fazer escolhas.

Envie este conteúdo a outra pessoa