Cateteres urinários lubrificados reduzem risco de infeções 442

A empresa B. Braun dispõe de uma gama de cateteres para a retenção urinária já lubrificados, uma característica importante num contexto pandémico em que o acesso aos cuidados de saúde está mais condicionado, uma vez que reduzem o risco de infeções.

O Center of Diseases Control alerta que o contágio por SARS-CoV 2 é possível após contacto direto ou indireto com superfícies ou objetos contaminados, pois o vírus pode persistir numa variedade de superfícies por tempo variável.

Por outro lado, apesar dos factos apontarem para uma baixa deteção do vírus na urina, os estudos in vitro sugerem que pode sobreviver até 10 dias na urina, à temperatura de 24.℃, pelo que procedimentos como a cateterização intermitente requerem precaução extrema, pois não se pode excluir a infeção por esta via.

Este dispositivo vem colmatar as falhas existentes no mercado, uma vez que, através do seu sistema “100% no touch”, o utilizador não tem necessidade de manusear a parte ativa do cateter, garantindo-se assim a assepsia durante o processo de esvaziamento da bexiga, e prevenindo-se infeções.

Por outro lado, a lubrificação à base de glicerina e água, confere a este cateter propriedades bacteriostáticas, impedindo o desenvolvimento de bactérias que contribuem para o desenvolvimento de infeções. Além disso, o seu sistema de abertura simples, desenhado com as alças na extremidade, permite a abertura da embalagem com apenas uma mão, sendo adequado para pessoas com mobilidade reduzida.

Esta solução é indicada para pessoas com retenção urinária, ou seja, com incapacidade de urinar, que se caracteriza por um fluxo urinário reduzido ou intermitente, acompanhado de um enorme esforço ao urinar e de uma sensação de esvaziamento incompleto e de hesitação.

A retenção urinária tem uma maior prevalência entre os homens. Existem diversos fatores que contribuem para esta situação nomeadamente: a obstrução do trato urinário, o enfraquecimento do músculo da bexiga ou complicações neurológicas.

A obstrução do trato urinário pode ser sinal de doenças como hiperplasia prostática benigna, uma doença caracterizada pelo aumento de volume da próstata, que resulta na obstrução da uretra.

Para mais informações sobre este sistema, consulte: https://www.bbraun.pt/pt/doentes/doentes-com-retencao-urinaria.html

Envie este conteúdo a outra pessoa