Café ativa o tecido adiposo 281

Um estudo da University of Nottingham, no Reino Unido, publicado na revista científica “Nature Scientific Reports“, veio indicar que o café ativa a gordura, uma boa noticia no combate à obesidade ou à diabetes.

A investigação é denominada por “Caffeine exposure induces browning features in adipose tissue in vitro and in vivo” e é da autoria de Ksenija Velickovic, Declan Wayne, Hilda Anaid Lugo Leija, Ian Bloor, David E. Morris, James Law, Helen Budge, Harold Sacks, Michael E. Symonds e Virginie Sottile.

Este estudo indica que beber uma chávena de café ajuda o corpo humano a queimar calorias ao ativar a “gordura castanha”.

A “gordura má”, designada por “gordura branca”, é responsável pelo armazenamento de calorias e aloja-se na barriga, anca e coxas, enquanto a “gordura castanha”, ou “gordura boa”, encontrada na zona do pescoço e ombros, ajuda a queimar calorias através de um processo que gera calor.

Ao aumentar a atividade do tecido adiposo castanho, melhora-se “o controlo do açúcar e os níveis de lípidos no sangue”, enquanto que “as calorias adicionais consumidas ajudam a perder peso”, indica o trabalho.

Os investigadores chegaram a esta conclusão ao fazerem uma série de estudos com células em tubos de ensaio para verificar se a cafeína estimulava a gordura. Assim que encontraram a dose certa para estimular o mecanismo, aplicaram os testes em voluntários.

A investigação conclui que será necessário efetuar mais estudos de intervenção futuros para avaliar se a ativação induzida por cafeína em humanos é dependente da dose, refinar a ingestão mínima necessária para uma resposta e explorar se efeitos comparáveis ​​são observados em adipócitos totalmente diferenciados e células primárias, bem como em diabéticos e/ou obesos.

Pode consultar o estudo aqui.

 

Envie este conteúdo a outra pessoa