Cabaz de alimentos essenciais regista mínimo anual 1399

A Deco atualizou o preço do cabaz de 63 produtos alimentares que considera essenciais e monitoriza desde o início de 2022. O lote de alimentos custou na última análise (10 e 17 de agosto) 209,82€, mais 3.05€ do que no período homólogo em 2022.

Este é o valor mais baixo, não só de 2023, como até novembro de 2022. O cabaz alimentar, cujo preço a Deco avalia desde o início de 2022chegou ao seu pico de valor em março deste ano, quando custava 234,84€.

Desde que a guerra na Ucrânia começou, o conjunto de bens alimentares acompanhado pela organização de defesa dos consumidores já aumentou mais de 40 euros. No entanto, salvo raras exceções, o preço do cabaz tem descido gradualmente desde o dia 15 de março.

Esta semana os produtos com maiores aumentos em percentagem foram o peixe-espada preto (mais 0,64€/9%), o queijo curado fatiado (mais 0,15€/7%) e os cereais integrais, que subiram 20 cêntimos, o que corresponde a uma subida de 7 por cento.

Os preços do cabaz IVA zero

A Deco avalia também um grupo de 41 dos 46 alimentos que têm isenção de IVA desde abril. O cabaz desceu 7,89 euros, custando neste momento 127,15 euros.

Desde que a isenção de IVA entrou em vigor, o óleo alimentar, o tomate e o carapau foram os produtos cujo preço mais desceu. Por outro lado, a maçã gala, a couve-flor e a pescada fresca tiveram os maiores aumentos.

Envie este conteúdo a outra pessoa