ASAE instaura processo-crime e apreende mais de 3.000 embalagens de suplementos alimentares 1091

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) instaurou um processo-crime por adição de substância não autorizada em suplemento alimentar e apreendeu mais de 3.000 embalagens destes suplementos, de valor superior a 28.000 euros.

Em comunicado, a ASAE explica que a ação de fiscalização de práticas fraudulentas em suplementos alimentares, nomeadamente verificando a presença, na sua composição, de ingredientes não autorizados, decorreu na semana passada, no concelho de Sintra.

Na sequência desta ação inspetiva, foi instaurado um processo-crime por “género alimentício anormal falsificado”, por adição de substância não autorizada em suplemento alimentar e foram apreendidas 3.072 embalagens de suplementos alimentares, no valor total de 28.309 euros, cita a Lusa.

Na nota, a ASAE lembra que os operadores económicos que importem, distribuam e comercializem suplementos alimentares, bem como os consumidores, podem verificar a autorização de novos alimentos/ingredientes no catálogo de novos alimentos – “Novel Food Catalogue”, da União Europeia, disponível aqui.

Envie este conteúdo a outra pessoa