Apenas 5% da inovação no Grande Consumo é sustentável 0 185

Apenas 5% das inovações no sector do Bens de Grande Consumo inclui valores de sustentabilidade, o que contraria o aumento da exigência por parte dos consumidores. O relatório “Inovação com Valores”, da Nielsen, revela que de estudos de mercado, a sustentabilidade é um conceito que tem vindo a conquistar cada vez mais importância, mas ainda há um longo caminho a percorrer.

A notícia é avançada pela revista “Marketeer” e informa que os valores sustentáveis a que a empresa se refere Nielsen podem ir desde carácter 100% natural e orgânico ao respeito pelo meio ambiente (como o caso das embalagens biodegradáveis).

A empresa informa ainda que «quando à sustentabilidade se encontram associadas outras vantagens do produto e da embalagem, tais como a conveniência, facilidade de utilização e eficácia, as probabilidades de o consumidor optar pela marca em questão são multiplicadas por três».

Quanto às embalagens, a Nielsen revela que 63% dos consumidores manifestaram preocupação com a proteção do produto. Já para 57% a facilidade na abertura da embalagem e o facto de ser reciclável e respeitar o meio ambiente são outros dos fatores tidos em conta.

«A conclusão é de que a sustentabilidade é valorizada desde que sejam asseguradas outras premissas relacionadas com a experiência de utilização do produto», faz notar a Nielsen.

Envie este conteúdo a outra pessoa