Startup de alimentação à base de farinha de inseto vence concurso 0 606

A Portugal Bugs, startup de Guilherme Pereira e Sara Martins, do Porto, venceu a 1ª edição do concurso JUMP, promovido pela Câmara Municipal de Famalicão, através do Famalicão Made In. Para além do prémio monetário, no valor de 5 mil euros, a startup conquistou o direito a instalar-se gratuitamente durante um ano na incubadora Famalicão Made IN com acesso a programa de aceleração de negócios.

A Portugal Bugs, conhecida por desenvolver diversas alternativas alimentares naturais com incorporação de farinha de inseto já conta com quatro barras proteicas, algumas formulações de massa proteicas e também os próprios insetos desidratados temperados. A empresa procura destacar-se como marca pioneira do setor em Portugal, ao serem produtores e transformadores de insetos.

A ECO2Blocks, de Alan Cunha e Vitor Sanches, da Covilhã, que transforma resíduos da industria em produtos de alta qualidade para a construção civil, absorvendo CO2 no seu processo produtivo, foi a segunda ideia vencedora do concurso. Arrecadou um prémio monetário no valor de mil e quinhentos euros, assim como o direito à instalação gratuita na Incubadora Famalicão Made In.

Em terceiro lugar, a White Stamp, de Pedro Santos e Marta Rito, do Porto, com uma proposta de programa colaborativo que conecta o mercado de 1ª mão com o de 2ª mão, permitindo que retalhistas de moda incentivem os seus consumidores a trocar artigos de moda usados por novos. A White Stamp conquistou igualmente o direito a instalar-se na Incubadora Famalicão Made IN e recebeu um prémio monetário de mil euros.

No total foram 15 as ideias de negócio que passaram à 2ª fase do concurso. Os objetivos do concurso passaram por atrair novas ideias de negócio e promover novas soluções e serviços para a industria, a cidade e os cidadãos.

Este evento foi uma parceria com o Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) e algumas empresas do concelho.

Envie este conteúdo a outra pessoa