Jovens médicos distinguidos por investigação em Cardiologia de Intervenção 94

A Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC) acaba de atribuir o Prémio Jovem Cardiologista de Intervenção a Pedro Ribeiro Queirós, do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho. O segundo lugar foi atribuído a Luís Graça Santos, do Centro Hospitalar de Leiria, e o terceiro lugar foi atribuído ex aequo a André Dias de Frias e Ricardo Costa, ambos do Centro Hospitalar do Porto. Esta iniciativa tem como objetivo promover a formação e a investigação científica entre os médicos mais jovens, assim como a sua participação na Reunião Anual da APIC.

“Este ano os trabalhos foram subordinados ao tema ‘Uma imagem vale mais do que mil palavras’ e as candidaturas superaram as nossas expectativas, com adesão da grande maioria dos centros nacionais que contribuíram para um número record de casos submetidos. Foram aceites 57 casos que ilustram a elevada qualidade da cardiologia de intervenção nacional. Acreditamos que estas iniciativas são de extrema importância, uma vez que fomentam o interesse e a motivação dos jovens pela investigação em Cardiologia”, afirma Pedro de Araújo Gonçalves, presidente da e-APIC20.

Pedro Ribeiro Queirós, que ficou em primeiro lugar com o trabalho “A valve through a stent: how will it end?, descrevendo um caso desafiante de intervenção valvular aórtica num doente com doença arterial periférica grave.

Luís Graça Santos, do Centro Hospitalar de Leiria/Hospital de Santo André, foi o segundo classificado, distinguindo-se pelo desenvolvimento do trabalho “Vida por um fio: Uma sequência rara de complicações de angioplastia coronária eletiva”. André Dias de Frias e Ricardo Costa, ambos do Centro Hospitalar do Porto/Hospital de Santo António, ficaram os dois em terceiro lugar com os trabalhos “Oh no! Another case of Rotaregret…” e “Mycotic coronary aneurysm after percutaneous treatment of chronic total occlusion” respetivamente.

A APIC atribui o Prémio Jovem Cardiologista de Intervenção aos melhores trabalhos apresentados na sua Reunião Anual, que este ano se realizou pela primeira vez em modo virtual, de 22 a 24 de outubro. Uma comissão de 53 peritos avaliou os melhores trabalhos, que continuam disponíveis para consulta na App APIC e no site da reunião (www.reuniaoanualapic.pt).

Envie este conteúdo a outra pessoa