Café pode ajudar a reduzir probabilidade de ser infetado com covid-19 297

De acordo com um estudo da Northwestern University, em Chicago, nos Estados Unidos, há evidências que apontam para que o café possa reduzir a probabilidade de ser infetado com o vírus SARS-CoV-2.

Segundo revela o artigo, publicado na revista Nutrients, o café possui uma substância chamada de polifenóis, que tem vindo a ser associada à proteção de outras doenças.

Os investigadores têm o propósito de compreender, através deste estudo, os efeitos que a nutrição pode ter sobre a imunidade dos cidadãos.

Para o efeito, os cientistas utilizaram os dados de 38.000 participantes do UK Biobank para analisar a relação entre os comportamentos alimentares e as infeções por covid-19, que surgiram entre março e novembro de 2020.

Devido à covid-19 ser uma doença respiratória recente, os autores desta pesquisa alertam para a necessidade de se fazerem mais estudos sobre os benefícios do café em relação ao novo coronavírus.

Neste estudo, investigaram-se também os benefícios de outros alimentos relativamente ao SARS-CoV-2.

Concluiu-se que o consumo de vegetais e o leite materno pode reduzir o risco de contrair infeção. Por outro lado, também se verificou que o consumo de carnes e outros alimentos processados pode aumentar a probabilidade de contrair a doença.

Além disso, percebeu-se que outros produtos alimentares, como a fruta ou o chá, não parecem ter qualquer efeito preventivo ou protetor contra a covid-19.

Para saber mais informações sobre este estudo, clique aqui. 

Envie este conteúdo a outra pessoa