Alunos britânicos usam refrigerantes para falsificar testes à covid-19 507

Segundo o “The Guardian”, alunos britânicos estão a usar refrigerantes para falsificar testes à covid-19.

O alerta foi dado numa escola inglesa de Liverpool, depois de terem começado a circular vídeos nas redes sociais. Um professor de ciências e biologia percebeu que os alunos conseguiam mudar os testes à covid-19 com refrigerantes ou sumo de laranja.

A acidez dos sumos afeta a eficácia dos testes, sendo que o efeito também terá sido observado em vários outros alimentos e bebidas, como ketchup e Coca-Cola.

Esta “técnica” é aplicada nos chamados testes rápidos, que qualquer pessoa pode comprar na farmácia e fazer em casa.

Vários investigadores estão a tentar perceber se existe maneira de parar com este problema, e de diferenciar um resultado falso positivo de um verdadeiro.

Apesar de esta possível falsificação estar a gerar alguma preocupação entre as famílias e escolas, as tentativas de faltar à escola não devem durar muito tempo.

Qualquer pessoa com um teste positivo deve fazer um teste PCR, o que revelaria a veracidade do resultado obtido no teste rápido.

Envie este conteúdo a outra pessoa