Leiria lança guia para combate ao desperdício alimentar 0 482

O município de Leiria anunciou hoje o lançamento de um guia para a redução do desperdício alimentar especialmente dedicado à restauração. Esta é uma iniciativa que decorre do projeto europeu UrbanWins, no qual Leiria é a única participante nacional.

O “Guia para o Desperdício Alimentar” tem por objetivo ajudar o setor do catering, restauração e bares a cooperar na redução do problema do desperdício alimentar, explica a Câmara de Leiria, liderada por Raul Castro (PS), numa nota de imprensa à qual a agência “Lusa” teve acesso.

Entre as sugestões que o documento avança está a reutilização dos alimentos ou refeições já confecionadas ou a reciclagem dos resíduos alimentares para servirem de fertilizantes.

O guia apela à sensibilização e a que se dê formação aos colaboradores destas empresas do setor da restauração «para planearem melhor as refeições, nomeadamente ao nível do tamanho das porções na preparação e no serviço, para que não haja desperdício alimentar». Segundo este guia, deverão também utilizar «pratos mais pequenos para que a quantidade servida seja a consumida» e adotar meias doses ou «outras soluções de diferentes tamanhos (menu infantil) para ajustar a oferta à necessidade dos clientes». Internamente, sugere-se que os funcionários mais carenciados possam consumir as porções de refeições não vendidas ou levá-las para casa.

«Conheça as IPSS [instituições particulares de solidariedade social] da sua zona. Reúna informação sobre as necessidades que têm no que toca a alimentos e refeições. Doe os alimentos que ainda possam ser consumidos a IPSS, mas cuja data de “consumir de preferência antes de” já expirou. Estabeleça parcerias com organizações locais, regionais ou nacionais que tenham programas de luta contra o desperdício alimentar. A “Refood” é uma organização local, exemplo a contactar», faz menção o guia.

Doar refeições preparadas que não foram consumidas ou vendidas é outra possibilidade para combater o desperdício alimentar, assim o documento adverte de que os funcionários devem ter formação sobre os procedimentos de segurança para a doação de alimentos e refeições não consumidas, informa a agência “Lusa”.

A Câmara de Leiria recorda que o projeto europeu UrbanWins pretende desenvolver e pôr em prática métodos para a conceção e implementação de planos estratégicos eco-inovadores que diminuam os resíduos. É financiado pelo programa europeu Horizonte 2020 e está a ser implementado desde junho de 2016 por oito municípios, entre os quais Leiria, e 19 instituições de investigação em seis países europeus, coordenados pelo município de Cremona, Itália.

Como comunicou a autarquia à agência “Lusa”, o projeto UrbanWINS tem o objetivo de concretizar conceitos que são até agora mais teóricos do que práticos: metabolismo urbano, economia circular, e investigação participativa. «Para os tornar mais concretos e praticáveis, o projeto apoia-se em dois pilares principais: a construção de um modelo que permita quantificar e analisar o metabolismo urbano das oito cidades piloto e a participação ativa de todos os atores envolvidos na produção e gestão de resíduos, e nas respetivas ações de redução e prevenção – desde o cidadão comum, até às empresas, às entidades militares e académicas, os municípios, as entidades gestoras de resíduos e os decisores políticos a nível nacional», acrescenta a nota.

Envie este conteúdo a outra pessoa