Notícias

Hospitais de Penafiel e Amarante vão colocar 14 bombas de insulina a diabéticos

 

 

08 de agosto de 2018

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS) pretende colocar 14 bombas de insulina em doentes com diabetes tipo 1, até ao final do ano. Este método de tratamento decorre no âmbito de uma candidatura ao Programa Nacional para a Diabetes, aprovado pela Direção-Geral de Saúde.

Denominado por Dispositivos de Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina, este processo vai beneficiar crianças e jovens até aos 18 anos de idade, tendo já sido implementado a quatro crianças da região norte.

Este processo tem como objetivo melhorar «a qualidade de vida do doente, uma vez que dispensa a administração de múltiplas injecções por dia», bem como «melhorar o controlo glicémico, pois imita de uma forma mais próxima a secreção fisiológica de insulina pelo pâncreas», segundo informou fonte hospitalar à agência “Lusa”.

Os hospitais de Penafiel e Amarante, que constituem o CHTS, são, desde o início do ano, um Centro de Tratamento de Dispositivos de Perfusão Cutânea de Insulina, o que para a responsável pela Consulta Multidisciplinar da Diabetes na Criança e Adolescente, Susana Lira, «constituiu um importante avanço na qualidade assistencial a esses doentes».