Notícias

SPD alerta para a necessidade de tratar o risco cardiovascular na diabetes tipo 2

 

 

11 de setembro de 2018

A Sociedade Portuguesa de Diabetologia (SPD) alerta para a necessidade de tratar o risco cardiovascular na diabetes tipo 2, uma vez que o risco de mortalidade por eventos cardiovasculares «é duas a seis vezes superior nestes doentes», avança o organismo em comunicado.

«Se temos fármacos que tratam a diabetes tipo 2 ao mesmo tempo que reduzem o risco cardiovascular e a consequente mortalidade ou favorecem a perda de peso e isso é comprovado pelos estudos, devemos recorrer a eles para tratar a pessoa com diabetes de forma mais individualizada, promovendo a sua saúde geral», aconselha o presidente da SPD, Rui Duarte.

No sentido de promover a individualização terapêutica e tendo em conta estudos recentes, a SPD publicou no seu site oficial a Proposta de Atualização das Recomendações para o tratamento da hiperglicemia na diabetes tipo 2 – 2018.

«É uma má prática tratar a hiperglicemia sem recorrer aos novos fármacos que atuam nas patologias associadas e que podem reduzir o risco de novos eventos e até a mortalidade», sublinhou ainda o presidente.

A Proposta inclui recomendações de individualização terapêutica na diabetes para pessoas com excesso de peso, com insuficiência cardíaca, com doença renal crónica ou idade avançada.