Notícias

Carne processada aumenta risco de cancro da mama - Estudo

 

 

04 de outubro de 2018

Um estudo publicado no jornal “International Journal of Cancer” concluiu que o consumo de carne processada é um fator de risco de cancro, em particular da mama, tese já apresentada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

De acordo com os investigadores, as mulheres que ingeriram altos níveis deste tipo de carne, como bacon e salsichas, tinham mais 9% de risco de contrair cancro da mama do que aquelas que comiam pouco esse tipo de alimento.

Ainda assim, os investigadores citados pela “BBC” dizem que o risco é baixo, já que os 9% significam um caso em cada 100 mulheres. Por exemplo, no Reino Unido estimam que 14 em 100 mulheres terá cancro da mama em algum momento da sua vida. e isso poderá dever-se a vários fatores.

Os autores do estudo, sendo a principal Maryam Farvid, da Escola de Saúde Pública TH Chan de Harvard, nos Estados Unidos, apenas ligaram o aumento do risco de cancro à carne processada e não à carne vermelha. Também a OMS incluiu a carne processada na lista de alimentos com risco elevado de provocar cancro do intestino.